VISITAS

quarta-feira, 6 de setembro de 2017

MEMÓRIAS DO PASSADO?



E daí?
_Eu não estou gostando nada disso! Quando poderei bater em alguém? Nunca?
Quando poderei xingar? Nunca?
-Mas como vou lidar com pessoas briguentas, ofensivas, que encontro por aí?
Com amor e sabedoria, com a força da consciência, falando  o que precisa ser falado. Uma situação pode muito bem ser resolvida com diálogo, sem alterações iradas.
Alguém nos disse um dia que a única maneira de resolver determinadas situações é na violência.
Essas informações   ficam armazenadas em nosso subconsciente e saem em todos os momentos que pensamos ser necessária, porque há uma programação.
Como não paramos para analisar se realmente estamos indo bem ou não, continuamos acreditando que é assim.
_Essa terapia está meio trabalhosa!! É muito mais fácil soltar!Soltar o braço, soltar a língua, os pensamentos, etc...
Mas quando nos soltamos demais, sem limites, sem rédeas e falamos as ditas verdades que muitos dizem que não se deve calar e que as pessoas precisam ouvir, descobrimos que algumas ações fazem parte de uma memória. Memória do passado, não transformada, não compreendida e não limpa.
É como um holograma, em algum momento ele foi criado e em algum momento aperta-se um botão e ele aparece, só que  com vontade própria, a vontade que foi dada a ele no passado. Neste caso ele está dentro e tem voz ativa!



CIC FUTURE: Holografia


Quando estudamos este comportamento e observamos o que o personagem quer, compreendemos que podemos estar no controle! Então passamos a ficar atentos ao momento de sua entrada! Daí podemos controlá-lo e contê-lo, fazendo a nossa vontade e não a dele!

Maria Martins





sábado, 12 de agosto de 2017

ASSUMINDO O MEU UNIVERSO




Quando eu entendo que sou responsável por minha vida e por tudo que acontece nela começo a tomar um rumo diferente.
Enquanto isto não acontece,  coloco a culpa em todos, parentes, vizinhos, amigos, inimigos...
Não devo esquecer que atraio o que sou, o que penso,  o que sinto.
Quanto mais disso eu faço, mais daquilo eu terei.
O sistema planetário existe e não temos muito o que fazer, a não ser entendê-lo e procurar viver da melhor maneira possível.
Ninguém disse que é fácil, que nunca errou, que sabe tudo, mas tudo é possível. Se tudo é possível, posso mudar e atuar sobre meu universo.
E por que não atuar sobre o universo do outro? Porque é o mundo do outro e só ele tem que dar conta, além do mais perderei meu tempo lastimavelmente.
Quando eu for embora terei que dar conta da minha vida, atitudes, ações, etc.
Ah! A culpa é do fulano! Mas o que o fulano fez? Ele me maltratou, me xingou, me ofendeu, me bateu...
Mas com tanta gente boa no mundo como você foi se encontrar com essa pessoa?
R: Provavelmente   você   têm algo em comum com ela.Se assim não fosse  jamais se encontrariam.
Já parou para pensar sobre isso?
O planeta é imenso são bilhões de pessoas, mas nos encontramos com algumas durante nossa vida inteira. Por quê? E assim mesmo nos damos ao luxo de falar mal delas. É que não percebemos que se tais pessoas estão por perto, ou estamos sempre nos esbarrando,  por algo é. Sendo assim, que tal se ver através dela e estudar? Ela pode estar mostrando muito de você.
A culpa não é dela por estar  sempre perto de você. É sua,  por estar sempre atraindo-a. Mude algo em você e atrairá outra pessoa!



quarta-feira, 19 de julho de 2017

ESCOLHAS




Quando falamos em escolhas geralmente pensamos em tudo que é fora, externo, situações, acontecimentos, etc.
Estou triste. Estou alegre. Posso  decidir?
O que de verdade eu quero? Como quero ser? E as circunstâncias? O que eu faço?
O  outro decidirá por mim? O outro tem seus próprios objetivos,  e o que vai trazer alegria a ele pode não trazer alegria a mim.
Quando decidimos por controlar a nós mesmos e estabelecer critérios,  passamos a ser os verdadeiros criadores de nosso universo,  de nossa existência.
Se a energia pode trazer isso,  também pode  trazer aquilo.
Alguns ingredientes transformam-se em um lindo bolo.
Outros ingredientes são desperdiçados ...

quarta-feira, 28 de junho de 2017

DEUS NÃO COBRA, E VOCÊ?

Tentar resolver problemas criados em nossa existência, ficar voltando e insistindo o tempo todo, quando percebemos que não chegamos a canto algum,  é desnecessário.
Se há escuridão em um ambiente  não vamos buscar a razão dela, nós procuramos o interruptor, acendemos a luz e iluminamos tudo, imediatamente ela desaparece.
Quanto mais luz colocamos em nossa vida mais a escuridão desaparece.
Escolhas! Decisões!
Teremos sempre mais daquilo que olhamos e queremos.

Em todos os momentos podemos escolher em:

  • falar mal de alguém ou enviar a esta pessoa uma luz de amor e perdão.
  • reclamar, lastimar    ou  agradecer pelo que temos, aceitar e sorrir.
  • gritar, xingar, falar palavrões    ou    interiorizar-nos e trazer a luz de Deus.
  • colocar a culpa em alguém ou reconhecer que precisamos mudar alguns aspectos.
Às vezes passamos anos e anos remoendo condições que já se foram há muito tempo. Pelo menos em fatos. Mas não foram, em nossa mente. Giramos em volta daquela circunstância, ela está tirando uma porcentagem da nossa vida e alegria,  se intromete em nossos pensamentos trazendo sempre lembranças que nos fazem mal.
Nossa mente cria o que quer,   e  é programada! Coisas que nos foram ditas ficam martelando em nossa psique. 
Quando somos elogiados não esquecemos mais, aquilo fica repetindo, da mesma maneira quando somos ofendidos., sõ anos e anos de repetições.
Devemos consultar nosso coração!
Podemos trilhar o caminho de ressentimentos  ou traçar um novo caminho de amor para   sermos totalmente autênticos.
Combinar fala com atitude é a melhor fórmula. Buscar sempre agir com integridade.  Ser o  mais sincero possível. 
Cobrar atitudes passadas ou presentes nos faz focar em um universo  que não é nosso e viver em função do que não nos pertence. 
Deus não cobra e não exige nada de ninguém. Quem ama simplesmente ama!


Maria Martins


terça-feira, 20 de junho de 2017

Meditação, acesso às ondas gamas



Momento único!

Paz, amor, aconchego, sustentação para prosseguir com nosso cotidiano é o que encontramos ao meditar.

Momento em que nos  abastecemos,  nos organizamos e nos equilibramos.
Passamos um dia ou mais olhando para fora.
Olhar para dentro de nós  é sinal de agradecimento por tanto que recebemos. É cuidar e manter com amor estes bens tão preciosos.
Fortalece nossa conexão com outras esferas, nos dá um grande alento de vida.
Através da meditação canalizamos nossas energias e as direcionamos para onde queremos e acessamos as ondas Gama, frequência mais rápida, acima de 40Hz.
Neste momento nosso cérebro ativa partes importantes relacionadas à compaixão, sensação de felicidade, bem-estar, inteligência e autocontrole emocional, etc.
Os beneficios são imensos quando mudamos nossos hábitos e incluímos a meditação em nosso dia a dia.





Meditação, conexão com o que há de mais sublime e profundo! 
Momento precioso e magnífico! 
Remédio para o corpo, mente e alma!! 


Maria Martins



terça-feira, 13 de junho de 2017

O CAMINHO








Caminho de terra, de flores, quase que antigo,   trazendo
a pureza tão fora de moda!Podendo ser apreciado  em um momento de desespero, angústia, fazendo  a transformação  do mau humor pelo bom humor, do nervosismo pela calma, da carranca pelo sorriso!
Recorrendo  à natureza,  buscando este contato direto, andando descalço, tocando os troncos das árvores, sentindo-as,  trazendo  para dentro o colorido e a essência da vida!




A natureza pode ser vivida e sentida por todos os sentidos!

Maria Martins












quinta-feira, 21 de abril de 2016

O Provedor




Exigindo  mais e mais, não percebendo o peso que coloca em cima dos demais, v
ocê pode não assumir, não prover, não oferecer e esperar sempre  alguém para fazer e resolver suas questões, sentar-se num cantinho e chorar porque o outro  não está lhe dando o que você quer e nem   está fazendo do seu jeito.
O que está recebendo  não é o suficiente. Será que um dia será?
Quando se resolve assumir, prover, oferecer e resolver questões, especialmente as suas, enfrentando as situações e levando a responsabilidade como virtude, suprindo as necessidades de alguém, de uma família, de pessoas que se ama,  muda-se de lado.
Mudança de atitudes, mãos sempre cheias, símbolo de fartura, de generosidade, oferecendo algo com o coração alegre e expansivo com amor e bondade sem medir.
Será que já não dei muito?


Maria Martins